Por volta de 17h desta quinta-feira dia 15 de setembro, a POLICIA RODOVIÁRIA ESTADUAL foi acionada para se deslocar até a rua Renato Dantas no centro de Caicó-RN, onde um veículo colidiu em uma árvore. Com o impacto do acidente o condutor deste veículo, um VW GOL, de cor vermelha, ano 2011, sofreu uma forte pancada no peito e na cabeça. Diante do fato, a viatura da PRE prestou socorro e fez a condução do mesmo até o Hospital Regional do Seridó para ser avaliado por uma equipe médica. O detalhe dessa ocorrência é que o condutor, um cidadão de 25 anos não possui CNH e seu carro se encontra com o CRLV atrasado (Exercício 2020), e dessa forma, foi removido para a sede da 3ª CIPRv para fins de regularização.    3ª CIPRv – Atuando para preservar vidas.meu ip

Nenhum dos 530 candidatos a cargos majoritários e proporcionais às eleições de outubro de 2022 poderão ser presos ou detidos a partir de amanhã (17), salvo em flagrante delito, é o que diz o Código Eleitoral brasileiro. Mesma garantia será dada aos 2,55 milhões de eleitorais do Rio Grande do Norte, mas que só passará a valer no dia 27 de setembro, cinco dias antes do primeiro turno do pleito, que ocorrerá a 02 de outubro. A medida vigora até dois dias depois do primeiro turno das eleições, o eleitor só poderá ser preso e detido em razão de flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou por desrespeito a salvo-conduto (Código Eleitoral, art. 236, caput).  O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) também emitiu resolução sobre a realização de audiência de custódia para os crimes eleitorais na jurisdição do primeiro e do segundo graus da Justiça Eleitoral no Estado, de maneira que na hipótese de a prisão em flagrante delito ser decorrente da prática de crime de competência originária do Tribunal, a apresentação da pessoa presa será feita ao juízo  eleitoral previamente designado pelo presidente da Corte, desembargador Cornélio Alves ou ou pelo responsável por relatar o processo.  Segundo a resolução, admite-se a realização por videoconferência das audiências de custódia previstas nos artigos 287 e 310, ambos do Código de Processo Penal, e na Resolução CNJ nº 213/2015, quando não for possível a realização, em 24 horas, de forma presencial. Ainda será garantido o direito de entrevista prévia e reservada entre o preso e advogado ou defensor, tanto presencialmente quanto por videoconferência, telefone ou qualquer outro meio de comunicação. A resolução datada da quarta-feira (14), prevê, ainda, que para prevenir qualquer tipo de abuso ou constrangimento ilegal, deverão ser tomadas  cautelas, como assegurar privacidade ao preso na sala em que se realizar a videoconferência, que deverá permanecer sozinho durante a realização de sua oitiva, ressalvada a possibilidade de presença física de seu advogado ou defensor no ambiente e realização de exame de corpo de delito, a atestar a integridade física do preso, deverá ser realizado antes do ato. A participação do Ministério Público deverá ser assegurada, com intimação prévia e obrigatória, podendo propor, inclusive, o acordo de não persecução penal nas hipóteses previstas no artigo 28-A do Código de Processo Penal, determina a resolução assinada por Cornélio Alves. De acordo com o calendário eleitoral, amanhã é o último dia para a requisição de funcionárias e de funcionários dos órgãos da administração direta ou indireta da União, dos estados e municípios, assim como das instalações destinados aos serviços de transporte de eleitoras e eleitores no primeiro e eventual segundo turnos de votação. Também é data em que deverá ser divulgado o quadro geral de percursos e horários programados para o transporte de eleitoras e eleitores para o primeiro e eventual segundo turnos de votação, além de ser o último dia  para as entidades fiscalizadoras impugnarem os programas a serem utilizados nas eleições de 2022, por meio de petição fundamentada, observada a data de encerramento da Cerimônia de Assinatura Digital e Lacração dos Sistemas. Só 20 candidatos não apresentam contas parciais  O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) recebeu, dentro do prazo estabelecido por lei (de 09 a 13 de setembro), 505 prestações de contas parciais de candidatos, referentes às eleições de 2022. O número corresponde ao percentual de 96,19%, porém 20 candidatos do quantitativo esperado de 525 candidatos aos cargos majoritários e proporcionais regularmente registrados no Sistema de Registro de Candidaturas, deixaram de prestar contas à Justiça Eleitoral. Todos os nove candidatos majoritários, nove ao governo do Estado e dez candidatos ao Senado da República entregaram suas prestações de contas, mas 11 candidatos a deputado federal e nove candidatos a deputado estadual  não encaminharam prestações de contas ao TRE.  De acordo com estatísticas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), após o processamento dos dados, o Rio Grande do Norte ficou com o melhor índice de entrega de prestação de contas parcial. O processo foi realizado exclusivamente por meio eletrônico, através do Sistema de Prestação de Contas Eleitorais (SPCE), cabendo aos candidatos e partidos o registro da movimentação financeira e/ou estimável em dinheiro ocorrida desde o início da campanha até o dia 08 de setembro. A não apresentação da prestação de contas parcial ou seu encaminhamento com registros que não correspondam à efetiva movimentação da campanha representa irregularidade grave e poderá implicar na desaprovação das contas finais.  Após as eleições, os candidatos e partidos políticos têm o prazo de 30 dias para entregarem a prestação de contas final, por meio do sistema SPCE-Cadastro.  TSE começou a divulgar, ontem,  detalhes sobre doadores e fornecedores de campanha com seus respectivos CPFs ou CNPJs. Quadro de prestação de contas dos candidatos Quantidade esperada Governador 9 Senador 10 Deputado Federal 186 Deputado estadual 320 Quantidade entregue Governador 9 Senador 10 Deputado federal 175 Deputado estadual 311 Total esperado 525 Total entregue 505 Fonte – TSE

A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão, que completa 60 anos de existência em 2022, começa a ser veiculada em todo o país nesta sexta-feira (26), dez dias após o início oficial das campanhas. Os candidatos a presidente, governador, senador, deputado federal, estadual e distrital terão até 29 de setembro para se promoverem antes do primeiro turno, que está marcado para 2 de outubro. O horário eleitoral gratuito surgiu por meio da Lei nº 4.115, promulgada pelo presidente João Goulart em agosto de 1962. Ela garantiu aos partidos políticos espaço na programação das emissoras para divulgação de suas propagandas. As emissoras de rádio e de televisão eram obrigadas a reservar duas horas para os candidatos nos dois meses que antecediam as eleições. Durante a ditadura militar, a propaganda eleitoral chegou a duas horas e meia. Com o tempo, porém, foi ficando cada vez mais curto. Em 2022, será transmitida em dois blocos diários, cada um deles com 25 minutos, de segunda-feira a sábado. Todas as emissoras de rádio e os canais de TV aberta têm a obrigatoriedade de incluir o conteúdo na programação.

O que garrafas pet, peças de carro, latas, espelho velho e até televisores têm em comum? Todos esses objetos compõem a estrutura da casa do pedreiro João Gomes, de 58 anos, que durante três anos usou itens recicláveis para enfeitar as paredes e até o chão de seu lar. O resultado encanta pelo colorido e chama a atenção de quem passa no bairro Jardim Floresta, zona Oeste de Boa Vista“É a minha arte, tenho muito orgulho”, diz o pedreiro.

O muro e o chão do local são repletos de objetos que João encontrou na rua. Entre os itens estão 30 televisões, centenas de garrafas, rádios, toca fitas. Ele conta que ainda não terminou as obras, mas fala com orgulho da beleza do local. 

A ideia para fazer enfeitar sua casa de forma totalmente reciclável surgiu pelo costume de João em ver documentários na televisão à noite. Em um desses momentos, o pedreiro viu a ideia e resolveu fazer algo parecido em sua casa.

“A ideia surgiu por que eu gosto muito de ver televisão à noite, eu vejo aquelas coisas coloridas no estrangeiro e eu pensei ‘eu vou erguer um muro para ficar com as cores bonitas também’, pois as cores sempre me chamaram muita a atenção, eu queria cores bem fortes”, relata o pedreiro.

A Fórmula 1 voltou a atrair uma montadora depois de quase 10 anos: a Audi anunciou que será fornecedora de motores na categoria a partir de 2026. Assim, eles saem na frente da Porsche, outra marca do grupo Volkswagen que busca a entrada na categoria, por meio de uma parceria com a Red Bull. Os alemães não confirmaram qual será sua porta de entrada na categoria, afirmando que vão anunciar com qual equipe terão parceria “ao final do ano”, mas o negócio está adiantado com a Sauber já há algumas semanas. “Fico muito contente em receber a Audi na F1, uma marca automotiva icônica, pioneira e de inovação tecnológica. Este é um momento importante para o nosso esporte, que destaca a força …

De acordo com a Lei nº 5.534/1968, toda pessoa natural ou jurídica sob a jurisdição da lei brasileira é obrigada a prestar as informações solicitadas pelo IBGE. Quem se recusa a fazer dentro do prazo ou prestar informações falsas está sujeito a uma multa de até dez vezes o maior salário-mínimo vigente no país, se o infrator for primário, e de até o dobro desse valor, se reincidente. Desde o dia 1º de agosto, 183 mil recenseadores estão indo de porta em porta em todos os 5.570 municípios do país, incluindo  localidades quilombolas, terras e grupamentos indígenas e aglomerados subnormais, em 89 milhões de endereços, sendo 75 milhões de domicílios, com a expectativa de contabilizar cerca de 215 milhões de pessoas.

Uma mulher de 37 anos, que atuava como garota de programa, em Birigui (SP), para conseguir um dinheiro extra, sofreu um infarto ao atender um dos homens. Isso porque o cliente era o marido dela. De acordo com jornal local, o marido desconfiou após ela criar um site e publicar informações pessoais, além de fotos, com nome e celular diferentes. Um dia, ele mexeu no computador e, por meio do histórico de navegação, achou a página das garotas de programa e marcou um encontro com ela. O programa ia ocorrer na casa de uma amiga da mulher. No horário combinado, o marido chegou e ela, ao abrir o portão, levou um susto que a levou ao infarto. Imediatamente, o marido a encaminhou para a Santa Casa de Birigui, onde, dois dias depois, ela teve alta. Testemunhas disseram que o relacionamento acabou.

Apurar a omissão do Departamento de Estradas e Rodagens do RN (DER/RN) de realizar as obras necessárias na rodovia estadual RN-233, no trecho que liga à rodovia federal BR-304 ao município de Triunfo Potiguar, Médio Oeste do RN. Este é o propósito de um Procedimento Administrativo concebido pela Promotoria de Justiça da comarca de Campo Grande, a partir da conversão do Inquérito Civil nº 04.23.2541.0000045/2021-32. A alteração se deu por meio da Portaria nº 3032727, assinada pelo promotor Eugênio Carvalho Ribeiro, divulgada na edição desta quinta-feira (25) do Diário Oficial do Estado. O fiscal da lei sequenciará o acompanhamento às medidas tomadas pelo órgão estadual no sentido de realizar as obras necessárias no referido percurso rodoviário. Em ofício endereçado à direção do DER/RN, em Natal, o agente do Ministério Público do RN (MPRN) pediu para que, em dez dias, preste informações se há cronograma previsto para recapeamento da RN-233, no trecho que liga a BR-304 à cidade de Triunfo Potiguar.

O Banco Central apresentou nesta quarta-feira (2) a nova cédula de R$ 200, que passa a ter valor legal imediatamente e começa a circular conforme a demanda. Ao todo, serão disponibilizadas 450 milhões de unidades da nota até o fim do ano. Para o presidente do BC, Roberto Campos Neto, a introdução da nova cédula era fundamental para evitar um eventual desabastecimento do papel-moeda frente ao aumento da demanda por dinheiro em espécie desde o início da pandemia do novo coronavírus. “O momento singular que estamos vivendo trouxe os mais diversos desafios, e um deles foi um aumento expressivo na demanda da sociedade brasileira por dinheiro em espécie. O aumento foi verificado no Brasil desde o início da pandemia, mas não foi exclusividade do nosso país. Outras nações viveram fenômeno semelhante. Em momentos de incerteza, é natural que as pessoas busquem a garantia de uma reserva em dinheiro”, afirmou, durante o discurso de lançamento do novo modelo. A cédula de R$ 200 traz cores cinza e sépia predominantes e homenageia o lobo-guará, animal típico da fauna do cerrado brasileiro, e atualmente ameaçado de extinção. A nota tem o mesmo formato e dimensões da cédula de R$ 20 (14,2cm x 6,5cm). A decisão de manter o formato, segundo o BC, é para melhor adaptação aos caixas eletrônicos e demais equipamentos automáticos que aceitam e fornecem cédulas de dinheiro. “O Banco Central tem atuado durante todos estes meses e tem conseguido fornecer cédulas e moedas de modo a atender às necessidades da sociedade de forma adequada. Ainda assim, como estamos vivendo um momento sem precedentes na história, não há como prever se essa demanda por dinheiro em espécie continuará aumentando, e por quanto tempo. Esse momento, com essas necessidades, se mostrou oportuno para o lançamento de uma cédula de maior valor, cujo pré-projeto já existia desde o lançamento da segunda família de cédulas, em 2010”, acrescentou Campos Neto. Ao também justificar a necessidade da nova cédula, a diretora de administração do BC, Carolina de Assis Barros, explicou que a estimativa de papel-moeda projetada pelo Banco Central tornaria inviável a reposição com a impressão de novas notas de R$ 100. Segundo ela, os cálculos do BC, em análise conservadora, estimavam a necessidade de um adicional de R$ 105,9 bilhões, em valor financeiro, que precisaria ser gerado em um espaço de cinco meses. Isso sem contar as encomendas de novas cédulas e moedas previstas para o ano, da ordem de R$ 64 bilhões, também em valor financeiro. “A Casa da Moeda do Brasil possui um parque fabril dimensionado para as necessidades brasileiras conforme o padrão histórico verificado até aqui. No entanto, a fim de gerar maior volume financeiro em menor espaço de tempo, imprimir cédulas de R$ 100 não seria uma alternativa factível, pois a capacidade de produção da referida denominação em 2020 já estava integralmente adquirida”, explicou a diretora. Características A cédula de R$ 200 é impressa em papel fiduciário, que tem uma textura mais firme e áspera que o papel comum. Pelo tato, é possível sentir um alto-relevo em algumas áreas da nota, como nas legendas “Banco Central do Brasil” e “República Federativa do Brasil”, nos numerais impressos na frente e no verso, na faixa vertical de folhas, nas flores e no fruto, na efígie da República (frente) e no lobo-guará (verso). Sob luz ultravioleta, é possível enxergar o número 200 na frente e a numeração vermelha do verso aparece na cor amarela. Além disso, pequenos fios coloridos se tornam visíveis. Ao colocar a nota na altura dos olhos, na posição horizontal, é possível ver o número 200 sob o desenho de um arbusto, no canto direito inferior da cédula, em sua face frontal. A marca-d’água da nova cédula permite visualizar, se colocada contra a luz, a figura de um lobo-guará e o número 200, em tons que variam do claro ao escuro. Também ao posicionar a cédula contra a luz, o fio de segurança fica visível, próximo ao meio da nota. A partir de hoje e até o final de setembro, o governo federal vai veicular uma campanha publicitária de apresentação da nova cédula de R$ 200 nos meios de comunicação e na internet.clique aqui

 

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, disse nesta quarta-feira (2) que a pasta vai continuar a incentivar a população a se vacinar como forma de evitar o retorno de doenças eliminadas, mas que a vacinação “não é obrigatória” no país. A declaração ocorre um dia após a Secretaria de Comunicação do governo federal replicar, em publicação nas redes sociais, uma frase do presidente Jair Bolsonaro dizendo que “ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina” -o que gerou críticas de especialistas em saúde, que apontam riscos à vacinação no país. “Como viemos fazendo e assim continuaremos, incentivaremos a vacina para imunização da população, caso contrário poderemos ter o risco da volta de doenças que já haviam sido erradicadas no país, como ocorreu com o sarampo recentemente”, afirmou. “Mas lembramos também que a vacina não é obrigatória, mas um grande instrumento para que voltemos à nossa normalidade dentro da sociedade e capacidade produtiva”, informou. Embora a pasta afirme que a vacinação não é obrigatória, leis nacionais apontam o oposto. O parágrafo primeiro do artigo 14 do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) diz que “é obrigatória a vacinação das crianças nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias”. Além disso, o artigo 3º da Lei 13.979, assinada pelo próprio presidente Bolsonaro em fevereiro, diz que “para enfrentamento da emergência de saúde pública […], as autoridades poderão adotar, no âmbito de suas competências, a determinação de realização compulsória de vacinação ou outras medidas profiláticas”.blog

 

O Governo Federal publicou nesta quarta-feira, 2, uma nova medida provisória para o setor elétrico. Dessa vez, um dos principais objetivos é reduzir o impacto dos reajustes tarifários para Estados das regiões Norte e Nordeste, onde atuavam ex-distribuidoras da Eletrobrás que foram privatizadas em 2018. O texto da Medida Provisória 998/2020, no entanto, é muito mais amplo e contém 18 páginas que tratam de temas caros ao governo, que vão do fim do subsídios para fontes alternativas (eólica e solar) a condições para viabilizar a retomada da usina nuclear de Angra 3. Depois de socorrer as distribuidoras com um empréstimo bilionário de quase R$ 15 bilhões, cujos custos serão suportados por consumidores e empresas, o governo propôs uma compensação. A MP estabelece que a verba já paga e não utilizada em projetos de Pesquisa & Desenvolvimento e Eficiência Energética seja direcionada para abater parte dos custos da conta-Covid. O Ministério de Minas e Energia (MME) estima que há R$ 3,4 bilhões represados no caixa das empresas. Além disso, 70% da verba futura anual destinada a esses programas também vai ajudar a custear o socorro até 2025, um valor que pode atingir R$ 4,305 bilhões. Uma outra proposta da MP pretende estancar o crescimento dos subsídios para fontes alternativas, um tema sensível no setor elétrico. Para se ter uma ideia, os subsídios para geradores e consumidores de fontes incentivadas avançaram de R$ 900 milhões em 2013 para R$ 3,5 bilhões em 2019. A estimativa para este ano é ainda maior: R$ 5 bilhões. Hoje, o gerador de energia elétrica a partir de fontes alternativas e seus consumidores livres têm direito a pagar 50% menos nas tarifas de uso das redes de transmissão e distribuição. O subsídio foi concedido por lei, em 2004, para viabilizar as fontes renováveis, que eram mais caras e não conseguiam competir com outras. Com o desconto, o preço da energia ficava atrativo para compradores. Mas, ao longo dos anos, essas fontes ganharam escala, e a avaliação do governo é a de que elas não precisam mais desse subsídio. A MP afirma que o preço deverá contemplar “cumulativamente, a viabilidade econômico-financeira do empreendimento e seu financiamento em condições de mercado, observados os princípios da razoabilidade e da modicidade tarifária”.como fazer um blog

O padre Gleiber Dantas, pároco de Florânia, estará no programa É De Casa, da Rede Globo, no próximo sábado,05. Foi ele próprio quem confirmou ao #BlogGláuciaLima e disse, via chamada de vídeo, que depois de passar pela Rede Globo vai bater uma prosa comigo em Live pra contar da emoção de aparecer em nível nacional. Aproveitei para perguntar como Carlinhos, seu auxiliar que segura a lasanha e outras prendas do leilão, está lidando com a fama. Ele disse que muito bem e tem recebido muitas mensagens.como abrir uma loja virtual

O Hospital Universitário Onofre Lopes, vinculado à Universidade Federal do Rio Grande do Norte e à Rede Hospitalar Ebserh (Huol-UFRN/Ebserh), retornou parcialmente os atendimentos que haviam sido suspensos em decorrência da Covid-19, desde o dia 1º de setembro. No entanto, OS PACIENTES NÃO DEVEM COMPARECER ESPONTANEAMENTE AO HOSPITAL, pois a instituição entrará em contato comunicando datas e horários da assistência. A pandemia não acabou, portanto, o retorno ocorrerá de forma parcial e gradual, primeiramente objetivando executar os agendamentos pendentes, começando pelas especialidades que demandam prioridade: cardiovascular, oncologia, neurocirurgia, neurologia, oftalmologia para casos graves, otorrino no tratamento de lesões pré-malignas, urologia, cirurgia geral e cirurgia de aparelho digestivo e transplantes. O Huol segue com um andar bloqueado para tratamento dos pacientes internos que apresentam a Covid-19 e outro ocupado pelo Hospital Giselda Trigueiro. Neste cenário, mais de 200 profissionais estão afastados por vulnerabilidade e o ambulatório está em reforma para recuperação estrutural, conforme publicamente divulgado antes do início da crise sanitária.loja virtual gratis

A cidade de Natal registrou um total de 49 mortes por arboviroses, doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti, até novembro deste ano. Os dados são do Boletim Epidemiológico das Arboviroses, emitido pelo Centro de Controle de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde. Entre os óbitos notificados, a maioria foi em decorrência da dengue: 30 casos. Dos 19 restantes, 17 foram por chikungunya e 2 por zika. Foram 35 mortes a mais que o ano passado, quando foram registradas 14, todas por dengue. Segundo o relatório, entre janeiro e dezembro deste ano, foram relatados 24.410 casos de arboviroses, um valor 74,19% maior do que o mesmo período de 2018, quando o número ficou em 14.013. Chikungunya O crescimento mais exorbitante está como criar uma loja virtual nas ocorrências de chikungunya, que tiveram um aumento de 2016,87%, passando de 409 casos em 2018 para 8.249 casos em 2019. Outra variação observada foi nas zonas de concentração das doenças. Enquanto em 2018, a maior parte dos casos das três arboviroses se concentravam na zona Norte, principalmente no bairro Nossa Senhora da Apresentação, em 2019 o problema está mais polarizado. Dengue De acordo com o relatório, a maior quantidade de casos de dengue foi registrada na zona Sul (5.200), com foco para o bairro do Planalto (1.717). Zika Já em relação à zika, maioria foi na zona Norte (238), com mais incidências em Potengi (72). Para a chikungunya, o foco foi na zona Leste (3.084), especialmente no bairro das Rocas (757).

Quase metade da população (45%) leva em consideração informações vistas em alguma rede social na hora de escolher em quem votar. É o que concluiu pesquisa nacional do DataSenado (órgão ligado ao Congresso) com 2.400 eleitores de todos os Estados do país. Eis a íntegra do estudo.

As plataformas mais citadas por aqueles que admitem levar em conta o que leem nas redes sociais antes de votar foram o Facebook (31%) e o WhatsApp (29%).

Mostraram-se mais suscetíveis a decidir o voto com base em postagens nas redes sociais os grupos de pessoas que se consideram de direita, os mais jovens, pessoas com escolaridade mais alta e pessoas com renda familiar mais elevada.

A maior parte dos entrevistados (83%) acha que o conteúdo das redes sociais influencia muito a opinião das pessoas. Outros 15% consideram que esse material influencia pouco e apenas 2% acham que não influencia em nada.

Fake news

A pesquisa também avaliou a percepção da população a respeito de notícias falsas. Aproximadamente 8 em cada 10 entrevistados disseram já ter identificado notícias falsas em rede social. Uma parcela expressiva dos entrevistados (82%) afirmou verificar se uma notícia é verdadeira antes de compartilhá-la.

O percentual de pessoas que afirmaram verificar se uma notícia é verdadeira antes de compartilhá-la é menor entre os entrevistados com nível de escolaridade mais baixo.

O estudo indica que 47% das pessoas consideram difícil identificar notícias falsas na internet. Já 3 em cada 4 entrevistados (77%) consideram que notícias falsas têm mais visibilidade do que notícias verdadeiras nas redes sociais. Além disso, 62% dos entrevistados discordam que informações publicadas em redes sociais são mais confiáveis do que informações publicadas na mídia tradicional.

Quase todos os entrevistados (96%) disseram defender punição a quem compartilha conteúdo falso na internet. A maioria dos entrevistados (69%) também disse acreditar que quem criou o conteúdo falso deve ser punido. Além disso, para 68% dos entrevistados, a rede social deve ser penalizada por permitir esses conteúdos.

  • 1
  • 2